História do Cooperativismo

COOPERATIVISMO
 
As Cooperativas são encontradas na França, por volta do século XIX, quando os trabalhadores reagiram à Revolução Industrial, em razão de as máquinas terem eliminado vários empregos, além da escassez de determinada necessidade das pessoas. Eram denominadas de Cooperativas operárias de produção.
 
OS PIONEIROS DE ROCHDALE
 
A indústria de flanela desenvolvia-se muito bem no ano de 1843, em Rochdale, Inglaterra. Os tecelões, em razão da situação próspera, pediram aumento de salário aos empresários. Estes não concordaram, com exceção de dois deles, que condicionaram os aumentos à aceitação das demais empresas. Houve greve. Alguns empresários não quiseram ceder e fecharam as fábricas.
 
a997d5041827a06545088567210b5e15
Em novembro de 1843, 28 tecelões que se encontravam desempregados resolveram juntar suas economias para montar um armazém cooperativo na cidade de Rochdale, distrito de Lancashire, próximo a Manchester, na Inglaterra. James Daty, Charles Howarth, James Smithies, Hill e John Bent entenderam que deveria ser aberto um armazém cooperativo de consumo. Uma greve improdutiva tinha esgotado os recursos dos trabalhadores. Eles haviam perdido suas atividades, principalmente em razão da Revolução Industrial, ao ser utilizado o vapor como força propulsora e também pela criação das máquinas. Algumas dessas pessoas eram discípulas de Robert Owen, que tentou, inicialmente, estabelecer uma forma de socializar o trabalho. Após um ano de contribuições mensais, os Cooperados conseguiram juntar 28 libras esterlinas para a abertura de um armazém, chamado de Sociedade dos Probos Pioneiros de Rochdale. O armazém cooperativo foi criado em 21 de dezembro de 1844, procurando melhorar suas condições de trabalho e de vida. A Cooperativa passou a comprar artigos de consumo no atacado. Os Cooperados adquiriram-nos a preço de custo, que é o que se denominava de compras comunitária. Eram vendidos farinha, açúcar, manteiga, trigo e aveia. Charles Howarth era o líder do grupo de operários. Apenas 5% dos lucros eram destinados aos acionistas, e o restante era dividido entre os associados, na proporção de seus haveres.
 
O objetivo da Cooperativa de Rochdale era possibilitar a distribuição de produtos para consumo dos associados. Era, portanto, uma Cooperativa de consumo. Posteriormente, passou a ter a finalidade de aquisição de moradias para os sócios e compra de terras.
 
Nascia a Sociedade dos Probos de Rochdale, conhecida como a primeira cooperativa moderna do mundo. Ela criou os princípios morais e a conduta que são considerados, até hoje, a base do cooperativismo autêntico. Em 1848, já eram 140 membros e, doze anos depois chegou a 3.450 sócios com um capital de 152 mil libras.